homem fazendo anotacoes

Contabilidade de condomínios: Como realizar?

A contabilidade de condomínios é um tema que, em geral, preocupa os síndicos. Afinal, são diversas contas para cuidar, como o pagamento de funcionários, de tributos, entre outros custos com a manutenção. Além disso, todas elas precisam ser apresentadas aos condôminos com a máxima transparência.

O auxílio de uma administradora de condomínios pode facilitar este trabalho, mas a responsabilidade pela contabilidade é de exclusividade do síndico. Por se tratar de um assunto tão fundamental, confira neste artigo alguns pontos importantes sobre a gestão financeira.

Quem é o responsável pela contabilidade do condomínio?

Segundo o Art. 1348, inciso VIII do Código Civil brasileiro, compete ao síndico: “prestar contas à assembleia, anualmente e quando exigidas”. Dessa forma, ele precisa ter o total domínio da contabilidade para que possa cumprir essa determinação.

Para realizar esse trabalho o síndico pode contar com o auxílio de uma administradora de condomínio ou profissional autônomo, com conhecimento técnico na área. Essa contribuição, certamente, faz a diferença, mas é importante que todos os trâmites sejam supervisionados pelo síndico.

Como realizar?

O primeiro passo para contabilidade de condomínios é organizar toda documentação. O síndico precisa ter o domínio do fluxo de entrada e saída financeira, de uma forma clara e objetiva.

As informações podem ser organizadas em pastas ou digitalmente no computador, com o auxílio de softwares específicos para contabilidade em condomínios. Além disso, certamente, é importante armazenar todas as notas de pagamento, mas esse assunto trataremos com mais detalhes adiante.

Demonstrativos de receitas e despesas

O demonstrativo financeiro (DRE) deve conter todas as transações financeiras do condomínio pelo período de um ano. Para tanto será preciso utilizar uma planilha com descritivo de receitas e despesas.

Nesta planilha, devem ter uma coluna para as entradas e outra para as saídas, com valores consolidados. Depois será preciso cruzar as somas de cada uma das colunas para obter o saldo final.

Para ficar mais claro: se a receita for de R$ 160 mil (entrada), as despesas de R$ 155 mil (saída), o saldo estará positivo em R$ 5 mil.

Prestação de contas

Todos os meses o síndico precisa prestar contas e essas informações devem chegar aos moradores, por meio de informativo anexado aos boletos da taxa condominial ou e-mail.

A prestação de contas deve conter  todos os lançamentos, assim como no demonstrativo financeiro, incluindo o saldo remanescente. .

Mantenha os documentos fiscais por pelo menos cinco anos

Para a contabilidade de condomínios eficiente é necessário que o síndico atente para o armazenamento de documentos financeiros. Assim, será fundamental que eles fiquem guardados por ao menos cinco anos.

Entre os documentos importantes estão, por exemplo: demonstrativos de receitas e despesas prestação de contas anual; de contas mensais; de contratos de manutenção e de prestação de serviços da administradora de condomínios, mais as contas da gestão anterior.

Cabe ao síndico a responsabilidade sobre a contabilidade de condomínios. Por isso é ele que deve apresentar as contas aos moradores. Nesse trabalho, certamente, o síndico pode contar com o auxílio de um técnico na área (contador) ou uma administradora de condomínios, que também oferece outros serviços importantes para uma gestão mais segura e transparente.

Agora, a dica é conferir por que contratar uma administradora.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *