como ser síndico

Como ser síndico: conheça 4 dicas incríveis para ter sucesso

Gerenciar um empreendimento de casas e/ou apartamentos, residenciais ou comerciais, exige conhecimento em finanças, leis e outros aspectos administrativos. Além disso é importante ter cordialidade e jogo de cintura para lidar com divergências entre os condôminos.

Esses conhecimentos e habilidades são fundamentais, mas ainda existem outras especificidades para quem está se perguntando como ser síndico. A seguir confira 4 dicas importantes para se sair bem nesta função. Acompanhe!

1 – Como ser sindico: conheça as leis

Para quem está se perguntando como ser síndico a primeira dica é conhecer as leis, começando pela que rege a função. De acordo com o Código Civil, Art. 1.347, cabe a assembleia do empreendimento escolher a pessoa ou empresa que cuidará da gestão.

Dessa forma o síndico pode, ou não, ser um condômino. O mandato é de dois anos, com possibilidade de renovação. Legalmente não será necessário apresentar certificados de cursos na área ou antecedentes criminais. Mas, isso tudo pode ser estipulado pela convenção e regimento interno do condomínio.

Além do Código Civil é importante ainda o conhecimento do código de defesa do consumidor, de trânsito, lei de locação, do silêncio, entre outras.

2 –     Tenha organização

Uma das habilidades mais importantes para quem está se perguntando como ser síndico é a organização. Será fundamental ter o controle de todos os aspectos que envolvem a gestão, das finanças até a escala de trabalho dos funcionários.

Nesse sentido é imprescindível contar com planilhas bem organizadas, com todos os documentos arquivados. Até mesmo por que o síndico deve prestar contas aos condôminos de tudo o que é realizado. Isso inclui, por exemplo, as contas mais comuns e o investimento em obras de melhorias.

Essa organização envolve também o planejamento das tarefas diárias e das assembleias.

3 –     Tenha autoridade, mas sem infringir regras

Todas as decisões de condomínios são tomadas de forma coletiva, ou seja, com a participação dos condôminos. O síndico é um gestor e suas ações não podem extrapolar o que rege a convenção, a vontade da maioria.

Mas, vale destacar que o síndico tem sim autoridade para administrar diversas situações. Ele pode, por exemplo, multar condôminos em desacordo com as regras da lei do silêncio. Também está autorizado a encaminhar casos de inadimplência para a justiça, quando o problema não é resolvido de forma amistosa e dentro do que estabelece a convenção.

4 –     Divida as funções e responsabilidades

Outro ponto importante para quem está se perguntando como ser síndico é que essa função exige a habilidade de saber delegar. Então, quem deseja ocupar o cargo precisa entender de que forma dividir as responsabilidades.

Nesse sentido, é imprescindível conhecer todo o funcionamento do condomínio para saber quem tem competência para exercer determinada atividade. Essa conduta permitirá ao síndico mais tempo para se dedicar a tarefas que só cabem a ele, além de contribuir para organização do trabalho.

Para quem quer saber como ser síndico apresentamos neste artigo quatro dicas muito importantes. Portanto é imprescindível conhecer as leis, saber dividir as funções, manter a autoridade e a organização. Lembrando que há empresas especializadas na área que podem prestar consultoria e auxiliar na gestão dos empreendimentos, sejam eles comerciais ou residenciais.

Depois de saber como ser um síndico, confira o que ele não pode fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *